Saúde Rio Grande do Sul

Projeto Telecuidado Farmacêutico está entre os finalistas do Concurso Inovação no Setor Público

O projeto Implementação do Serviço de Telecuidado Farmacêutico desenvolvido pelo Departamento Estadual de Assistência Farmacêutica (Deaf) da Secretaria da Saúde (SES) foi selecionado como finalista do 25º Concurso de Inovação no Setor Público.

24/08/2021 15h00
Por: Redação Fonte: Secom Rio Grande do Sul
-
-

O projeto Implementação do Serviço de Telecuidado Farmacêutico desenvolvido pelo Departamento Estadual de Assistência Farmacêutica (Deaf) da Secretaria da Saúde (SES) foi selecionado como finalista do 25º Concurso de Inovação no Setor Público da Escola Nacional de Administração Pública (Enap). O projeto ficou entre os seis finalistas na categoria Inovação em Serviços ou Políticas Públicas no Poder Executivo estadual, do Distrito Federal e municipal.

Serão premiadas as três melhores iniciativas, com entrega de troféu, selo de inovação da Enap e realização de eventos para futuras parcerias para valorização, incentivo e ampliação do projeto. O resultado final tem como data 8 de novembro de 2021.

O concurso tem por objetivo incentivar a implementação de iniciativas inovadoras, no Poder Executivo, em âmbitos federal, estadual/distrital e municipal (somente as capitais) que contribuam para a melhoria dos serviços públicos.

O regulamento propõe como critérios de avaliação as seguintes características: inovação, resultados, utilização eficiente de recursos, foco nas pessoas, mecanismos de transparência e controle social.

Utilização correta de medicamentos

O projeto Telecuidado Farmacêutico foi lançado em maio de 2020 e realiza busca ativa prioritariamente de idosos, com doenças crônicas respiratórias, como asma e doença pulmonar obstrutiva crônica, que são grupo de risco da Covid-19.

A finalidade é garantir a utilização correta de medicamentos comprados pelo governo do Estado. “Com esse projeto estamos aumentando a eficiência no cuidado e atingindo uma consequente redução da taxa de internação desses pacientes”, afirma o diretor de Assistência Farmacêutica da SES, Roberto Schneiders.

Funcionamento do projeto

Os farmacêuticos entram em contato com os usuários de medicamentos, de modo remoto, via telefone ou videoconferência, a fim de orientá-los a respeito da adesão ao tratamento, do controle da doença, do uso dos medicamentos, dos sintomas relacionados à Covid-19 e de dúvidas relacionadas ao tratamento.

Para a implementação do Telecuidado Farmacêutico, o Deaf conta com a parceria do Telessaúde/RS-UFRGS, da Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (ESP/RS) e da Procergs – Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul.

Texto: Ascom SES
Edição: Secom

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias