Geral Maranhão

Agricultores do sul maranhense vão ter condições de comercializar produção ao PAA

Por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), serão destinados R$ 442 mil para comprar alimentos de 68 pequenos agricultores da região.

14/04/2021 15h50
Por: Redação Fonte: Secom Maranhão
Secretário Rodrigo Lago e vice-governador Carlos Brandão (Foto: Divulgação)
Secretário Rodrigo Lago e vice-governador Carlos Brandão (Foto: Divulgação)

Agricultores familiares do sul maranhense tem recursos garantidos para comercialização. Por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), serão destinados R$ 442 mil para comprar alimentos de 68 pequenos agricultores da região.

Em evento realizado nesta quarta-feira (14), em Balsas, o Governo do Maranhão, via Sistema SAF, assinou os termos de cooperação para execução do programa nos municípios de Paraibano, Balsas, São Félix de Balsas, São Raimundo das Mangabeiras, Riachão, Loreto e Fortaleza dos Nogueiras.

Com a presença do vice-governador do estado, Carlos Brandão, a celebração das assinaturas é o ponto de partida para que os trabalhadores rurais comercializem e obtenham renda neste período da pandemia.

“A assinatura do PAA com os municípios da região sul é uma parceria entre o Governo do Estado com as Prefeituras para que a gente fortaleça a agricultura familiar e, ao mesmo tempo, gere renda para os agricultores na pandemia. O governo tem feito um trabalho muito forte no combate à Covid-19, salvando vidas, ampliando leitos, construindo hospitais de campanha, e também se preocupa na geração de emprego e renda das pessoas”, destacou.

Com o PAA, tudo que os agricultores plantam já tem comercialização e destino certos, garantindo renda para o sustento das famílias do campo, e alimentos para pessoas em situação vulnerável atendidas nas redes sociassistenciais, hospitais e creches, que é para onde são encaminhadas às doações.

Para o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Rodrigo Lago, este momento configura como uma ação de enfrentamento à crise instaurada pela pandemia, gerando trabalho e renda aos agricultores, assim como no combate à fome daqueles mais vulneráveis.

“Estamos assinando uma grande parceria entre o governo e os municípios, que é o PAA. Por um lado a gente gera emprego e renda para esses agricultores e agricultoras, permitindo a circulação de renda na economia local, e, ao mesmo tempo, garante comida na mesa do povo do Maranhão”, pontuou.

O município de Balsas terá o valor de R$ 65 mil para executar a proposta complementar do PAA, que irá beneficiar 10 agricultores. O prefeito Erick Augusto enfatizou que essa medida é necessária devido às condições que os agricultores enfrentam neste momento.

Celebração de assinaturas dá início ao PAA no sul maranhense (Foto: Divulgação)

“Mais um benefício para a agricultura familiar da nossa região sul maranhense, falo aqui por Balsas que é uma conquista muito grande para os trabalhadores rurais. A gente só tem que agradecer pelo governo estar trazendo investimentos na época de pandemia, o que auxilia o agricultor e as pessoas que recebem os alimentos”, disse. 

Presente no evento, o secretário de Desenvolvimento Social (Sedes), Márcio Honaiser afirmou a importância do PAA, que vai levar renda ao agricultor familiar.
“Nesse momento de pandemia, várias ações estão sendo executadas para levar segurança alimentar a quem vem passando fome, o PAA é uma delas”, afirmou.

PAA

O PAA é uma política de compra diretamente dos agricultores familiares, e os alimentos são doados às redes socioassistenciais dos municípios participantes. São objetivos do programa combater a fome e a pobreza e fortalecer a agricultura familiar.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias