Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão recebe ministro da Justiça para explicar mortes de crianças Yanomami por ação do garimpo

Bruno Kelly/Amazônia Real Imagem aérea de garimpo na Terra Indígena Yanomami A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados re...

23/11/2021 13h06
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Imagem aérea de garimpo na Terra Indígena Yanomami - (Foto: Bruno Kelly/Amazônia Real)
Imagem aérea de garimpo na Terra Indígena Yanomami - (Foto: Bruno Kelly/Amazônia Real)

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados realiza audiência pública nesta quarta- feira (24), com a participação do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Anderson Torres, convidado para prestar esclarecimentos sobre a morte de crianças da etnia Yanomami ocorridas na comunidade Macuxi Yano, na Terra Indígena Yanomami, em Roraima.

A audiência será às 15h, no plenário 13, e poderá ser acompanhada de forma virtual e interativa pelo e-Democracia.

Segundo nota da Hutukara Associação Yanomami (HAY), no dia 12 de outubro, no município de Alto Alegre (RR), dois meninos, de 5 e 7 anos, brincavam no rio, quando foram sugados pela draga de um garimpo ilegal que opera na região.

Denúncias de ataques
Além dessas duas mortes, outras duas crianças morreram afogadas após caírem no rio enquanto fugiam de disparos de garimpeiros no mês de maio, na região do Palimiu, também em Roraima. Pelo menos quatro das 15 comunidades indígenas que compõem a região na Terra Indígena Yanomami denunciaram ataques nos últimos meses: Yakepraopë, Maikohipi, Korekorema e Tipolei.

O requerimento para a audiência é de autoria do deputado Helder Salomão (PT-ES) e outros. Os parlamentares reforçaram a necessidade de respostas urgentes do Estado brasileiro para a situação vivenciada pelo povo Yanomami.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias