Saúde Amazonas

Carreata educativa encerra semana de combate ao Aedes aegypti, da FVS-RCP

17/12/2021 15h05
Por: Redação Fonte: Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas

Evento iniciou na segunda-feira (13/12) e promoveu ações de combate vetorial e educação em saúde

Finalizando a semana de enfrentamento às arboviroses (dengue, zika e chikungunya), a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) realizou, nesta sexta-feira (17/12), uma carreata para sensibilizar a população sobre a importância de combater o vetor causador dessas doenças. A ação teve início às 8h30, partindo da sede da FVS-RCP, e percorrendo por pontos estratégicos de várias zonas de Manaus.

A iniciativa é o último ato da semana dedicada às ações de combate e conscientização ao controle do Aedes aegypti, devido ao risco de aumento do número de casos doenças causadas pelo mosquito no período chuvoso da região amazônica. O evento foi realizado pela FVS-RCP, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa/Manaus), Defesa Civil, Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas e Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU).

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, explica que a interação por meio da educação em saúde é importante para sensibilizar a população. “Falar sobre meios de prevenção às arboviroses é de grande importância para o fortalecimento do combate a essas doenças, que são presentes na nossa região”, afirmou.

Segundo o chefe do Departamento de Vigilância Ambiental (DVA/FVS-RCP), Elder Figueira, o evento é realizado anualmente e é uma das estratégias de mobilizar a sociedade para enfrentar o mosquito.

“A gente encerra hoje a semana com essa carreata, com o objetivo de promover junto à população a intensificação das ações de educação em saúde, mobilização social, para que, junto com o serviço público, a gente consiga eliminar criadouros, diminuir a quantidade de mosquitos e reduzir as possibilidades de infestação e transmissão das arboviroses”, esclareceu.

Para o cabo do Corpo de Bombeiros, N. Souza, o momento é importante para falar sobre prevenção ao Aedes aegypti. “Sabemos que estamos em período de pandemia da Covid-19, mas não podemos esquecer de outras doenças, como a dengue, que é perigosa e mata. Precisamos conscientizar sobre isso e não esquecer nunca dos cuidados”, orientou.

Casos – Entre janeiro e novembro de 2021, 14.152 casos de dengue foram registrados em todo o Amazonas; no mesmo período, 347 casos de chikungunya foram notificados, enquanto 205 casos de zika vírus foram notificados. No mesmo período do ano anterior, foram confirmados 9.246 casos de dengue, 118 de chikungunya e 43 casos de zika no estado.

Referência – A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas e atua no monitoramento de doenças no estado. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. O contato telefônico da FVS-RCP é o (92) 3182-8510.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias