Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Emprego e renda encabeçam a lista de prioridades da Minoria em 2022

Michel Jesus/Câmara dos Deputados Guimarães: Minoria também quer votar Lei Paulo Gustavo A pauta da Minoria na Câmara dos Deputados em 2022 inclu...

02/02/2022 16h15
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Guimarães: Minoria também quer votar Lei Paulo Gustavo - (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)
Guimarães: Minoria também quer votar Lei Paulo Gustavo - (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

A pauta da Minoria na Câmara dos Deputados em 2022 inclui os temas que incidem diretamente na vida das pessoas, por ser ano eleitoral. Emprego e renda são os primeiros itens da lista elaborada pelo vice-líder deputado José Guimarães (PT-CE).

“O que fazemos para a retomada do emprego? Que projetos nós poderemos aprovar?”, questiona o parlamentar. “A questão da renda. Não podemos permitir que mais de 24 milhões de pessoas fiquem sem qualquer auxílio emergencial.”

José Guimarães inclui ainda, entre as prioridades da Minoria, a Lei Paulo Gustavo (PLP 73/21), que libera R$ 3,862 bilhões para amenizar os efeitos negativos econômicos e sociais da pandemia de Covid-19 no setor cultural brasileiro. “Nós temos que votar o projeto que veio do Senado, que tem amplo acordo, inclusive, com o governo.”

Por outro lado, há temas que não deveriam ser prioridade na agenda da Câmara, na opinião de José Guimarães. “Por exemplo, a tal reforma administrativa, a PEC 32/20. Ela não serve para ser votada este ano e nós, oposição, não vamos aceitar a votação desta matéria. Ela não serve, ela desconstitui, ela implica na perda da qualidade dos serviços públicos”, critica.

O vice-líder defende ainda a recomposição dos orçamentos da educação, da saúde e do trabalho.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias