Dólar comercial R$ 4,77 -1.206%
Euro R$ 5,12 -0.791%
Peso Argentino R$ 0,04 -1.404%
Bitcoin R$ 149.033,2 -0.879%
Bovespa 111.889,88 pontos +1.18%
Economia Economia

Contratos de transferência voluntária para Petrópolis vão até dezembro

Recursos ajudam prefeitura a enfrentar danos causados pelas chuvas

15/03/2022 14h10
Por: Redação Fonte: Agência Brasil
© Fernando Frazão/Agência Brasil
© Fernando Frazão/Agência Brasil

O governo federal publicou hoje (15) no Diário Oficial da União decreto que prorroga até 31 de dezembro de 2022 a vigência de convênios e contratos de repasse das transferências voluntárias da União para Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro.

O decreto abrange contratos celebrados com entidades públicas ou entidades privadas sem fins lucrativos. Segundo o Ministério da Economia, a medida beneficia 34 convênios e contratos que somam cerca de R$ 17 milhões. Em fevereiro, o município de Petrópolis foi atingido por fortes chuvas que deixaram mais de 230 mortos e centenas de desabrigados e desalojados.

De acordo com a pasta da Economia, o objetivo é auxiliar a prefeitura "na condução dos esforços necessários ao enfrentamento dos danos causados pelas fortes chuvas ocorridas em fevereiro último."

Ainda segundo o ministério, não haverá geração de gastos para a União, uma vez que, na prática, o decreto apenas prorroga até 31 de dezembro, a contagem dos prazos dos convênios e contratos que estejam em fase de execução ou de prestação de contas. "Não há previsão de novos repasses" para esses instrumentos, acrescenta a pasta.

O Ministério da Economia considera a prorrogação necessária para dar ao município tempo de avaliar quais objetos de convênios e contratos de repasse foram impactados pelos deslizamentos e alagamentos decorrentes das chuvas de fevereiro. “Assim, a prefeitura de Petrópolis poderá concentrar todos os seus recursos humanos nos trabalhos de atendimento à população afetada pelo desastre."

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias