Saúde Goiás

Serviço de hemodiálise da Policlínica de Posse é ampliado

Número de cadeiras disponíveis aos pacientes aumenta 150%. Durante solenidade, Caiado também autoriza construção de cinco quadras poliesportivas cobertas em quatro municípios da região, com investimento de R$ 2,4 milhões

15/03/2022 14h35
Por: Redação Fonte: Secom Goiás
Foto: Reprodução/Secom Goiás
Foto: Reprodução/Secom Goiás

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), entregou, nesta terça-feira (15), a ampliação do serviço de hemodiálise da Policlínica Estadual da Região Nordeste, em Posse, a 515 quilômetros de Goiânia. A estrutura do local passa a ter agora 20 cadeiras para pacientes, 12 a mais do que a quantidade existente no início dos atendimentos na unidade de saúde, em julho de 2021.

O novo espaço visa reforçar e ampliar a atenção a quem utiliza o Sistema Único de Saúde (SUS) e convive com quadro de insuficiência renal, seja em Goiás ou em trânsito pelo território goiano, além de atender doentes renais não agudizados, ofertando todos os tipos de tratamento dialítico: pré, hemodiálise, diálise peritoneal e tratamento conservador.

“A estrutura de governo é feita para melhorar a qualidade de vida. Este é o meu objetivo”, ressaltou o governador Ronaldo Caiado. “Municípios mais carentes do Nordeste goiano sempre foram usados como massa de manobra em campanhas eleitorais. O povo precisa ser respeitado, ter aquilo que o cidadão tem nas cidades mais desenvolvidas de Goiás”, completou o chefe do Executivo estadual.

Anteriormente, sete cadeiras estavam à disposição para o atendimento de pacientes com deficiência renal e outra servia como reserva, totalizando oito. Os serviços funcionavam de segunda-feira a sábado, em quatro turmas de tratamento, contabilizando, assim, 28 vagas para hemodiálise, além da cadeira reserva. Agora, seguindo os mesmos turnos, serão 18 espaços para tratamento e dois assentos reservas, possibilitando um aumento para até 72 atendimentos diários e 936 sessões mensais. A unidade poderá ofertar, ainda, 250 consultas por mês com equipe médica especializada e 150 consultas dentro do mesmo espaço de tempo com equipe multiprofissional.

Ações e cuidados especiais
A regulação na Policlínica de Posse para o serviço de hemodiálise ficará sob os cuidados do Sistema de Regulação Estadual/Sistema Servir. Pacientes que utilizarem a estrutura receberão alimentação balanceada para complementar o tratamento e contarão ainda com dois veículos disponíveis para transporte sanitário eletivo, buscando e deixando em casa.

“Este avanço em relação à hemodiálise vai nos dar a garantia de, nos próximos dez anos, suportar os pacientes. Pessoas que precisavam ir até Brasília, Barreiras, na Bahia, Palmas, no Tocantins, agora têm a oportunidade de fazer tratamento aqui”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino. “Tenho certeza que se não fosse o governador para colocar a mão em uma estrutura que estava abandonada, nada tinha saído do papel. A policlínica tem sido um marco no Nordeste goiano. Modificou a vida de quem necessita desse tratamento e de outros, como a parte ambulatorial e de exames de diagnóstico”, pontuou o prefeito de Posse e também médico, Doutor Hélder.

A entrega da ampliação da unidade integra uma série de ações em celebração ao Dia Mundial do Rim, comemorado anualmente na segunda quinta-feira de março. O Governo de Goiás lançará, ainda em 2022, o Protocolo Estadual de Atenção ao Doente Renal, iniciativa inédita que pretende mitigar a limitação ao tratamento hemolítico por questões como dificuldade de acesso, falta de oferta de outras terapias, de prevenção ou de identificação precoce da doença. A proposta é valorizar a assistência secundária, de forma regionalizada, e trazer as especialidades para perto da população.

Histórias
Paciente na Policlínica em Posse, Karla Maria comemorou seu 25° aniversário no último dia 14 de março e ouviu a comitiva do Estado cantar Parabéns a Você. Diabética e em tratamento de hemodiálise há pouco mais de um ano, ela, que é de Posse, chegou a morar em Brasília, pois só existia possibilidade de acompanhamento na capital federal. “Eu gastava muito em gasolina, tinha que alugar quarto, tinha muitas despesas. Agora, melhorou bastante mesmo”, contou.

Para o morador de Alvorada do Norte João Evangelista, de 74 anos, na hemodiálise há nove meses, três vezes por semana e quatro horas por dia, a distância reduzida para receber o tratamento é o fator principal. “Quando saiu a vaga na policlínica aqui, logo vim. Melhorou muito”, salientou ele.

Educação
Durante a solenidade, o governador Ronaldo Caiado ainda determinou o início das obras de construção de quadras poliesportivas cobertas em cinco unidades educacionais geridas pelo Estado em quatro municípios do Nordeste goiano: Centro de Ensino em Período Integral (Cepi) João Honorato (São Domingos); Colégio Estadual João Regis Valente (São Domingos); Escola Estadual Valter Moreira dos Santos (Mambaí); Colégio Estadual Castelo Branco (Guarani de Goiás); e Colégio Estadual Fazenda Grotão (Sítio D’Abadia). O investimento do Executivo na estruturação dos espaços é de R$ 2,4 milhões.

Foto: Hegon Corrêa

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias