Saúde Piauí

Sesapi discute Saúde Mental do Meio Norte

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Neris Júnior, as políticas públicas em saúde mental são uma das prioridades da atual gestão

29/04/2022 11h40
Por: Redação Fonte: Secom Piauí
Foto: Reprodução/Secom Piauí
Foto: Reprodução/Secom Piauí

O secretário de Estado da Saúde, Neris Júnior, participou da III Conferência Regional de Saúde Mental da Macrorregião do Meio Norte, que foi realizada, na manhã desta sexta-feira (29), em Teresina. O evento faz parte de uma série de conferências que a Gerência de Saúde Mental, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), está realizando nos territórios de saúde do Piauí para auxiliar nas proposituras da III Conferência Estadual de Saúde Mental e da Conferência Nacional de Saúde Mental.

Para o secretário Neris Júnior as políticas públicas em saúde mental são uma das prioridades da atual gestão, que vem trabalhando na ampliação de leitos destinados aos cuidados desses pacientes. “A governadora Regina Sousa colocou como um dos pilares de sua gestão o reforço nas ações de saúde mental, no nosso Estado. A Sesapi já começou o trabalho de ampliação de leitos para esta especialidade, que vai levar mais cuidados para os piauienses”, lembra Néris Júnior.

De acordo com o secretário, a Sesapi instalará 24 novos leitos para atendimento de saúde mental, sendo oito no Hospital Regional Manoel de Sousa Santos; oito em Bom Jesus; oito no Hospital da Polícia Militar, em Teresina; e oito no Hospital Regional Deolindo Couto, em Oeiras. “Após essa fase de implantação, o objetivo é pleitear junto ao Ministério da Saúde pelo menos oito leitos, destinados ao atendimento de pacientes em sofrimento psíquico, para cada hospital regional, ampliando assim a oferta e a descentralização em cada região de saúde do Piauí”, disse o gestor.

Sesapi discute Saúde Mental do Meio Norte
Foto: Reprodução/Secom Piauí

Intitulada “A Política de Saúde Mental como Direito: Pela defesa do cuidado em liberdade, rumo a avanços e garantia dos serviços da atenção psicossocial no SUS”, a conferência teve como eixos estruturantes de discussão o cuidado em liberdade como Garantia de Direito à Cidadania; a gestão, financiamento, formação e participação social na garantia de serviços de saúde mental; a política de saúde mental e os princípios do SUS: Universalidade, Integralidade e Equidade; e os impactos na saúde mental da população e os desafios para o cuidado psicossocial durante e pós-pandemia.

“Já passamos pelas cidades de Floriano, São Raimundo Nonato, Parnaíba e Picos, e hoje estamos debatendo aqui em Teresina. Nosso objetivo é fazer uma avaliação da política de saúde mental, na qual fazemos um debate crítico com a sociedade civil organizada e apresentamos proposituras de ações que podem fortalecer a política de saúde mental”, explica a gerente de Saúde Mental da Sesapi, Virgínia Pinheiro.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias