Senado Federal Senado Federal

CI debate impacto da MP do Voo Simples sobre consumidores e setor aéreo

A Comissão de Infraestrutura (CI) do Senado promove audiência pública na próxima quinta-feira (5) sobre uma medida provisória que muda regras da av...

02/05/2022 11h25
Por: Redação Fonte: Agência Senado
O debate na Comissão de Infraestrutura (CI) do Senado foi sugerido por Carlos Viana - Pedro França/Agência Senado
O debate na Comissão de Infraestrutura (CI) do Senado foi sugerido por Carlos Viana - Pedro França/Agência Senado

A Comissão de Infraestrutura (CI) do Senado promove audiência pública na próxima quinta-feira (5) sobre uma medida provisória que muda regras da aviação civil: a MP 1.089/2021. O debate, marcado para as 10h, foi sugerido pelo senador Carlos Viana (PL-MG) por meio de um requerimento (REQ 15/2022-CI).

A MP 1.089/2021 foi editada no final do ano passado. O texto promove alterações no Código Brasileiro de Aeronáutica (Lei 7.565, de 1986) e em outras normas que disciplinam o transporte aéreo. Segundo o Poder Executivo, o objetivo é simplificar e atualizar a atuação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para aumentar a eficiência e fomentar o desenvolvimento da aviação civil.

Aprovada pela Câmara dos Deputados em abril, essa medida provisória, conhecida como Voo Simples, tranca a pauta do Senado — ela perde a validade no dia 1º de junho. Para Carlos Viana, é preciso avaliar o impacto da matéria para o setor aéreo, os consumidores e a sociedade brasileira.

“O setor de transporte aéreo foi fortemente impactado pela pandemia de covid-19. No momento em que se preparava para uma recuperação das atividades, novos desafios foram trazidos pelos custos elevados dos combustíveis, que são forte componente dos custos da aviação”, argumenta o senador.

Foram convidados para a audiência pública representantes dos seguintes órgãos e entidades:

  • Secretaria Nacional de Aviação Civil;
  • Agência Nacional de Aviação Civil (Anac);
  • Associação Brasileira de Empresas Aéreas;
  • Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor;
  • Associação Nacional das Empresas Administradoras de Aeroportos; e
  • Sindicato Nacional dos Aeronautas.
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias