Justiça Tocantins

Seciju, Tribunal Eleitoral e Junta Militar viabilizam a emissão de título de eleitor e certificado de reservista para socioeducandos de Gurupi

Ação foi realizada com adolescentes do Centro de Internação Provisória Masculino de Gurupi

02/05/2022 15h10
Por: Redação Fonte: Secom Tocantins
Documentação amplia as possibilidades na busca por novas oportunidades em diversas áreas - Foto: Seciju/Governo do Tocantins
Documentação amplia as possibilidades na busca por novas oportunidades em diversas áreas - Foto: Seciju/Governo do Tocantins

Assegurando o direito ao exercício pleno da cidadania aos adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral e a Junta Militar de Gurupi, viabilizou, de 25 a 29 de abril, a retirada de documentação para adolescentes do Centro de Internação Provisória Masculino de Gurupi (Ceip Sul).

No total, 17 adolescentes tiraram o título de eleitor; e 13, o certificado de Reservista pela Junta Militar. A agente especialista do socioeducativo - assistente social do Ceip que mobilizou o trabalho de ambas as Instituições nas dependências da Unidade, Luciola Barbosa de Moraes, fala sobre a preservação dos direitos sociais dos adolescentes. “A emissão da documentação para os adolescentes em cumprimento de medida, como o título de eleitor, é uma forma inclusiva e participativa que garante o direito ao voto, conscientizando sobre seus direitos e deveres e contribuindo, assim, para o exercício da cidadania”, justificou.

O servidor da Justiça Eleitoral, Carlos Eduardo, ratifica a importância de todos terem os documentos. “O principal fator é o exercício da cidadania pelos jovens que, ao saírem em busca de trabalho, por exemplo, estarão com a quitação eleitoral em dia”, reforçou.

Para um dos adolescentes que chegou no Ceip apenas com os documentos básicos de identificação, a retirada do título de eleitor e do documento de reservista possibilita a participação cívica. “Eu só tinha a identidade e o CPF antes de entrar aqui. Não tinha interesse em ter minha documentação e a equipe da Unidade me ajudou bastante para conseguir os outros. Agora, também posso participar da escolha da pessoa certa para administrar o nosso país”, comentou.

(Colaboração: Lauane dos Santos/Governo do Tocantins)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias