Senado Federal Senado Federal

Adiada votação de projeto que reduz pena para crimes contra as relações de consumo

O Senado adiou a votação do projeto de lei que reduz a pena prevista para crimes como a venda de produtos em condições impróprias, a indução do con...

10/05/2022 20h50
Por: Redação Fonte: Agência Senado
O PL 316/2021 seria votado nesta terça-feira, mas teve sua apreciação adiada a pedido do relator, senador Angelo Coronel (PSD-BA) - Agência Senado
O PL 316/2021 seria votado nesta terça-feira, mas teve sua apreciação adiada a pedido do relator, senador Angelo Coronel (PSD-BA) - Agência Senado

O Senado adiou a votação do projeto de lei que reduz a pena prevista para crimes como a venda de produtos em condições impróprias, a indução do consumidor a erro por divulgação publicitária, a venda casada e o favorecimento de clientes em detrimento de outros (os chamados crimes contra as relações de consumo).

O PL 316/2021 - que também atribui aos estabelecimentos comerciais a obrigação de provar que os seus produtos estão em condições próprias para consumo e uso – seria votado nesta terça-feira (10), mas teve sua apreciação adiada a pedido do relator, senador Angelo Coronel (PSD-BA).

O texto modifica dispositivos da Lei 8.137, de 1990, que tipifica crimes de ordem econômica, e do Código de Defesa do Consumidor (CDC - Lei 8.078, de 1990).

De autoria do deputado Áureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), o projeto foi aprovado em 2020 pela Câmara. No Senado, o texto chegou a ser pautado algumas vezes desde 2021, mas acabou tendo a votação adiada. Em ofício enviado ao Senado, em dezembro de 2021, a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) se manifestou a favor do projeto. A alegação é de que as penas atuais são desproporcionais em relação à gravidade das condutas, já que a pena máxima prevista pelo CDC é de 2 anos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias