Saúde Amazonas

Amazonas lidera ranking nacional de tratamentos iniciados com novo regime para Infecção Latente da Tuberculose

O Amazonas está em primeiro lugar na implantação do regime 3HP (rifapentina e isoniazida), do tratamento no Brasil.

09/06/2022 12h10
Por: Redação Fonte: Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas

Regime 3HP é o tratamento preferencial para combater infecção

O Amazonas está em primeiro lugar na implantação do regime 3HP (rifapentina e isoniazida), tratamento usado para a Infecção Latente da Tuberculose (ILTB) no Brasil, conforme levantamento da Coordenação Geral de Doenças de Transmissão Respiratória do Ministério da Saúde (CGDR/MS).

Em 2022, o regime 3HP já representa 70% de todos os tratamentos iniciados no Amazonas. Até maio deste ano, a taxa de adesão ao tratamento já supera os 80%.

De acordo com a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, o tratamento da ILTB reduz o risco de desenvolvimento da tuberculose nas pessoas que foram infectadas com o bacilo de Koch, causador da doença, e ajuda a interromper a cadeia de transmissão, senda esta estratégia definida como prioritária pela FVS-RCP para eliminação da tuberculose como problema de saúde pública no Amazonas.

“O regime 3HP é uma nova alternativa considerada um grande avanço em relação ao controle da tuberculose no Brasil, já que exige menor tempo de administração das doses, fator que pode contribuir para a adesão e a conclusão do tratamento”, explica Tatyana.

A coordenadora do Programa Estadual de Controle da Tuberculose (PECT), Lara Bezerra, destaca que a FVS-RCP está intensificando as capacitações, voltadas para profissionais de saúde de todo o estado para divulgação do Protocolo de Vigilância da Infecção Latente da Tuberculose, ampliação do acesso ao regime 3HP.

“Estão sendo realizadas capacitações em manejo clínico da ILTB, em aplicação da Prova Tuberculínica (utilizada no diagnóstico da ILTB), regimes de tratamentos disponíveis, ressaltando que o 3HP é o preferencial para que possamos ampliar cada vez mais esse tratamento e proteger as pessoas com risco de adoecimento de virem a desenvolver a tuberculose ativa”, ressalta Lara.

Capacitação

Além das capacitações presenciais, foram realizadas capacitações virtuais com apoio do Telessaúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) para profissionais de Barreirinha e Nhamundá (maio/2022) e Tabatinga (junho/2022). Outros treinamentos estão sendo voltados para a ampliação do treinamento em prova tuberculínica, exame que auxilia na investigação de ILTB.

Somente em 2022, o PECT já realizou sete capacitações voltadas para o diagnóstico e tratamento para ILTB em Manacapuru (março/2022), Humaitá (abril/2022), Parintins (maio/2022) e para profissionais de serviços de atenção às pessoas vivendo com HIV (PVHIV) em Manaus (abril/2022), totalizando mais de 800 profissionais treinados no estado desde o início da implantação do 3HP, em setembro de 2021.

Evolução da ILTB

De 2016 até maio de 2022, 2,8 mil pessoas foram beneficiadas com o tratamento da ILTB no estado, sendo 91% dos tratamentos em Manaus. Os grupos prioritários e beneficiados com o tratamento da ILTB incluem os contatos de casos de tuberculose (61,1%), as PVHIV (22,4%) e outras condições de imunossupressão (12,4%).

Regime 3HP

O 3HP é um regime de Tratamento Preventivo da Tuberculose (TPT) de curta duração, recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que combina doses de isoniazida (H) e de rifapentina (P), tomadas uma vez por semana, durante três meses. O 3HP está associado a taxas mais altas de completude do tratamento em relação ao tratamento com isoniazida apenas (TPI).

Referência

A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, o que inclui a prevenção à tuberculose por meio do Programa de Controle da Tuberculose (PECT), no Departamento de Vigilância Epidemiológica (DVE).

A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. O contato telefônico da FVS-RCP é o (92) 3182-8510.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias