Senado Federal Senado Federal

Para Oriovisto, limite de ICMS sobre combustíveis é ‘improvisação’ do Executivo e visa à eleição

O senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) anunciou, em pronunciamento nesta quinta-feira (9), que votará contra o PLP 18/2022, que estabelece um t...

09/06/2022 13h10
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Geraldo Magela/Agência Senado
Geraldo Magela/Agência Senado

O senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) anunciou, em pronunciamento nesta quinta-feira (9), que votará contra o PLP 18/2022, que estabelece um teto de 17% na alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis, energia e telecomunicações. O objetivo da proposta é reduzir o valor dos combustíveis e do gás de cozinha cobrado dos consumidores.

O senador ressaltou que, na prática, a matéria não reduzirá os preços do diesel e do gás de cozinha. Em sua opinião, a medida não passa de um “projeto eleitoral” improvisado, defendido pelo governo federal. Na avaliação dele, faltou, por parte do governo, um planejamento do ministro da Economia, Paulo Guedes, que não sabe informar o custo real desta iniciativa. “Ou seja, ele não fez o cálculo; ele não sabe; ele está chutando”, disse.

— Estamos muito próximos de analisar e de votar alguma coisa simplesmente horrível! Improvisação, oportunismo eleitoral, nada mais do que isso. Ausência total de planejamento! Eu votarei contra tudo isso. Não que eu não queira que os impostos abaixem. É claro que eu quero, mas eu quero que abaixem de forma definitiva, para sempre e de forma que venham a subsidiar, realmente, o que interessa: diesel e gás de cozinha — declarou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias